Fio de Ariadne

A MAÇÃ

No meu lanche da tarde escolho por uma deliciosa e suculenta maçã, destas não tão grandes, mas com sabor e cheiro bem característicos e incomparáveis, e enquanto saboreio me vem a reflexão sobre esta fruta.

Há mais de 7.500 variedades cultivadas desta fruta no mundo, e vem sendo citada pela historia desde a escritura sagrada, quando ainda os seres humanos viviam no jardim do Éden. Ela foi considerada uma fruta proibida, já que Eva a ofereceu a Adão, ele experimentou e pelo visto gostou, a ponto de serem os dois expulsos do paraíso. O que será que esta passagem pode representar? Que fruta maravilhosa Eva realmente ofereceu a Adão para ele perder a cabeça? Bem, aí vai da interpretação de cada um, dos mais crédulos aos mais ousados.

Voltando à maçã, ela aparece em vários cenários mitológicos também, como na mitologia grega. A Guerra de Tróia foi flagrada em decorrência do pomo (maçã) da discórdia quando Páris escolhe Afrodite como a mais bela do Olimpo, e foi através desta escolha, ele conheceu Helena e daí veio o rapto, e a Guerra enfim…

Ainda na mitologia grega, a maçã aparece nos 12 trabalhos de Hércules era exatamente o 11º trabalho, dificílimo por sinal, Hercules deveria entrar num enorme jardim e colher maçãs de ouro. O jardim era guardado pelas filhas de Atlas. Mas o mais difícil era Hercules localizar o tal jardim, já que era secreto e misterioso. Hercules então saiu a procura de Atlas que era um Titã que recebera o castigo de carregar o mundo nas costas. Hercules ajudou Atlas com sua carga, enquanto este colhia suas maçãs, e mais tarde quando o Titã assume seu posto, Hercules pega as frutas e as entrega para Euristeu como paga por mais um trabalho.

A maçã aparece também na mitologia celta, muito se fala da sacralidade desta fruta nas narrativas do Rei Artur galopando por debaixo de macieiras em flores, Nas Brumas de Avalon, na busca pelo Santo Graal…

A maçã aparece também em contos de fadas, Branca de Neve que diga o seu sofrimento ao engasgar-se com uma mordida de uma maçã envenenada.

Lembrei-me também de minha infância, quando recebíamos os gibis da Disney, mais especificamente nos quadrinhos do O Pato Donald e a encantadora vovó Donalda surgindo com suas maravilhosas tortas de maçãs a esfriar na janela. Hummmm como tinha vontade de experimentar uma pedaço daquela torta, conseguia imaginar o cheiro e sabor.

Na Suíça temos Guilherme Tell, e a história da flechada numa maçã sobre a cabeça do próprio filho. O tiro foi certeiro na fruta, salvando assim o filho das mãos do tirano da época. Ainda bem.

Já na ciência, a maçã também aparece protagonizando o caso de Isaac Newton quando deitado à sombra de uma macieira, e um fruto cai-lhe à cabeça, fazendo com que o estudioso reflita sobre o ocorrido, trazendo à tona a proposta da Lei da Gravidade.

A maçã é também encontrada como símbolo da maior metrópole do mundo, Nova York, conhecida como a Big Apple. Big Apple nos anos 1910 os Estados Unidos eram vistos por muitos como uma grande árvore, e suas cidades eram os seus frutos. O escritor Edward S. Martin em seu livro O Viajante em Nova York, questiona a desproporção dos recursos públicos destinados à esta cidade. Nova York segundo o autor, recebia muito mais recursos do que qualquer outra cidade Norte americana, por isto o apelido de Big Apple.

Até no mundo tecnológico encontramos com a nossa famosa maçã.  Apple batiza uma das mais conhecidas marcas de tecnologia criada por Steve Jobs e amigos. O símbolo, como todos sabem, é uma maçã mordida, fui pesquisar a origem desta mordida e há várias especulações que não vem ao caso mencioná-las.

Numa ocasião, tratei com uma fonoaudióloga um enorme calo nas cordas vocais, fazia exercícios sistemáticos e junto a isto, comia uma maçã diariamente, já que a fruta é adstringente e alivia as cordas vocais. Bacana, não é leitor?

A maçã tem sido cultivada há milhares de anos na Ásia e Europa, e trazida para as Américas pelos colonizadores europeus.

O consumo regular da fruta é excelente para manter a taxa de colesterol em níveis aceitáveis, mas deve-se consumi-la com a casca, já que a mesma é rica em pectina, e esta por sua vez, dificulta a absorção de gordura, facilitando assim as dietas de emagrecimento. Já o alto teor de potássio contido na polpa libera o sódio excedente, dificultado a retenção de líquidos.

As vitaminas encontradas numa maçã são as B1, a B2 e Niacina, além de sais minerais como fosforo e ferro.

A maçã é uma fruta tão versátil que pode ser consumida in natura, como em chás, em doces, bolos, biscoitos… Muitos conhecem a maçã como fruta pão, deve ser pelo fato de trazer sensação de saciedade a quem a consome.

E com estas informações termino o texto e volto à minha maçã que deixei de lado para me satisfazer de algo para mim também apetitoso, a pesquisa.

 

 

Um comentário em “A MAÇÔ

  1. Obrigada por à cada texto ampliar meus horizontes. Sempre satisfatório ler suas histórias e fortalecer esse aprendizado.
    Gratidão,
    Maria do Carmo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s