Fio de Ariadne

O FILHOTE DE ELEFANTE

O Filhote de Elefante é uma fábula bem interessante para uma breve reflexão. Narra que:

Havia naquele circo muitos animais, entre eles um casal de elefantes que numa determinada ocasião gerou um elefantinho.

Por ser muito engraçadinho e esperto, o filhote de elefante passou a ser a alegria da criançada e a esperança do dono do circo, que pensava nele já adulto e que traria bons frutos para o espetáculo circense.

O dono do circo, também esperto porém ganancioso, chamou então o domador e determinou que cuidasse com muito zelo daquele filhote. Que o mantivesse seguro e que nada lhe acontecesse de mal. E ainda, que o treinasse desde já para que quando adulto o elefantinho fosse a grande atração nos espetáculos.

E assim fez o domador. Tratava do filhote de elefante com a melhor alimentação, tomando sempre o cuidado de mantê-lo preso, uma das pernas amarrada por uma corda numa estaca, para que não tivesse risco algum de fuga ou rapto do animal.

E o elefantinho aprendeu muitos números engraçados que certamente agradariam ao respeitável público. Depois do treino, voltava à sua e velha conhecida corda presa a uma estaca.

Os olhos do dono do circo brilhavam de ambição. Os olhos do domador brilhavam de satisfação por exercer tão bem seu ofício. Os olhos do elefantinho também brilhavam por receber tantos mimos e cuidados.

O elefantinho tornou-se-se forte, saudável, bonito e dócil e assim permaneceu quando adulto.

As amarras numa das patas já não eram mais necessárias, porque o elefante já estava domado, “sabia” o seu lugar.

O curioso é que mesmo sem as amarras, o jovem elefante, como amarrado por cordas invisíveis,  mantinha-se sempre próximo de alguma estaca. E ali permanecia quieto…

E assim terminamos nossa história.

Agora, caro leitor, é colocar-se a refletir, e colocar-se ou não no lugar do elefantinho, ou do domador, ou ainda do dono do circo.

Aqui a escolha é sempre sua.

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s