Fio de Ariadne

AI DOS VENCIDOS!

No ano 390 AC o exército romano foi derrotado pelos gauleses. Os vencedores invadiram Roma e para saírem, exigiram uma vultosa quantidade de ouro. O povo romano juntou todas as suas peças valiosas e foram entregar aos gauleses. Num dado momento, alguns romanos começaram a reclamar, protestando que os gauleses estavam fraudando a balança (aquela  de dois pratos). Então Breno, o comandante gaulês, jogou sua pesada espada de ferro no prato da balança com os contra pesos e respondeu aos reclamantes: AI DOS VENCIDOS!!!

Daquela época para cá, parece que muitas vezes os vencedores, ou pretendentes à vitória, ainda repetem a empáfia de Breno. Mas os próprios romanos usavam a frase dele (vae victis, em latim), para lembrar que os derrotados precisam ser tratados com respeito, porque amanhã eles podem ser os vitoriosos.

Muita gente, deixando de lado a condição humana, não hesita em debochar , menosprezar, humilhar e desfazer de seus adversários. Não é algum tipo de gozação, ou tirada de sarro, como se diz… É uma verdadeira onda de mentiras, de falsas notícias e outros atos menos elogiáveis como plantar terrorismos psicológicos, por exemplo. É o que acontece em épocas de eleição, mesmo em países ditos mais civilizados.

Se o ser humano avançou em muitos campos, como na ciência e tecnologia, neste aspecto das relações, a condição humana permaneceu estacionada, sob o ponto de vista do vencedor ou dos que proclamam o ‘Já Ganhou’ antecipadamente.

Torcemos para que depois do período eleitoral os ânimos se desarmem, e a paz retorne aos corações e mentes. Que renasça o respeito ao outro e até mesmo o auto respeito. Nunca é demais lembrar que o vencedor de hoje pode ser o perdedor de amanhã , como os próprios gauleses sentiram na pele muito tempo depois, ao serem vencidos pelo cônsul  romano Júlio Cesar, que exclamou, simplesmente, após a batalha decisiva: CHEGUEI, VI, VENCI.

É sempre bom lembrar também que cada um de nós não passa de um simples  grão de areia na grandiosidade do Universo.

Por que tanto sentimento de grandeza vazia? O melhor é por os pés no chão a todo momento, antes de olhar o próximo como alguém inferior ou merecedor de sarcasmos e alvo de falsas informações,  com o objetivo de ganhar qualquer tipo de disputa, a qualquer preço.

Vamos dar um passo à frente?

Vamos evoluir e deixar os tempos de trogloditas mentais no passado?

Neste nosso planeta chamado Terra nosso papel e nossa responsabilidade são outros. Precisamos nos fazer merecedores desta preciosidade chamada VIDA. Aqui e agora. Não sabemos o que nos reserva o futuro. O nosso passado e o passado dos outros seres humanos não pode ser refeito.

Já se disse que uma flecha atirada não volta, mas o bumerangue, arremessado, volta e pode ferir quem o atirou. Boa leitura!!!!

José Luis Cardieri.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s