Fio de Ariadne

PESCADOR DE ÁGUAS TURVAS

Repasssando:

“Um estudo realizado no Instituto de Pesquisas da West Atlantis University, concluiu que a substância ‘Pynokius Authenticus’ é radical no tratamento da calvície. Foi isolada de uma planta da ilha Crespo,no sul do Pacífico. Ela prolonga os fios de cabelos numa proporção inusitada. O cientista Dr.Charles Colodi, porém, alerta sobre alguns efeitos colaterais,ainda que imperceptíveis como o aumento do pavilhão auricular e o prolongamento do nariz”.

Se você tem algum interesse neste assunto, cuidado. Trata-se apenas de uma fake news, ou notícia falsa.

Com a presença massiva dos meios de comunicação e das redes sociais em nossas vidas, num ritmo alucinante, somos ainda sufocados por uma infinidade de informações. Por um lado, isso é bom. Quase instantaneamente ficamos atualizados por quase tudo o que acontece no mundo. Porém, ficamos numa condição fragilizada e vulnerável diante do que parece crível, tal o poder e fascínio que esse sistema de comunicação exerce sobre as nossas mentes. Passamos a crer automaticamente naquilo que está diante dos nossos olhos e dos nossos ouvidos. Por rádio, celular, TV, jornal, revista, redes sociais, etc.

Diante deste quadro, surgem os chamados ‘pescadores de águas turvas’. Parece que certos pescadores conseguem bons resultados quando lançam seus anzóis com iscas em águas escuras. Os peixes, não vendo do que se trata, mordem o anzol e acabam numa frigideira! Que fria, não é mesmo? E o pescador se regozija com a sua esperteza, ainda que às vezes tenha que se contentar com uma bota velha na ponta da linha de pescar….

A mentalidade desse tipo de pescador é a mesma que move os criadores de notícias falsas. Com os mais variados objetivos: desde a vontade de nos fazer de idiotas crédulos, até os que pretendem disseminar perigosamente mentiras nos campos político, econômico, social, religioso e assim por diante.

Estamos vivendo atualmente em águas turvas e turbulentas. Descuidadamente lemos, e muitas vezes acreditamos em notícias de aparente profundidade e seriedade, expondo qualidades e fraquezas sobre remédios, alimentos, políticos em evidência, situação econômica e por aí vai. E muitas vezes, acompanhadas de pedidos para repasse destas mesmas notícias! Quantas vezes não aceitamos esta sugestão, com a sensação de estarmos participando de algo útil para com os amigos, familiares, até mesmo para a sociedade e, por que não, para a própria humanidade!?!?

Existe alguma saída para nos safarmos destas armadilhas?

Podemos fazer o seguinte: aclarar as águas turvas e assim desarmamos os mal intencionados. Como? Utilizando algo criado há muito tempo pelo filósofo Sócrates, a chamada ‘Maiêutica’. Trata-se de filtrar cuidadosamente as informações que surgem à nossa frente. Fazer algumas perguntas simples como por exemplo, de onde surgiu essa informação? Quem a produziu? Para que serve? O conteúdo é útil e para quem? Quem tem interesse em divulgar? Com qual propósito? E assim vai.

No descuido em verificar a autenticidade das informações, podem acontecer tragédias, como o da Escola Base em São Paulo, alguém se lembra? Na época foi divulgado que haveria um caso de pedofilia dentro da escola infantil, e só depois de muitas investigações, verificou-se ser falsa a notícia. Tarde demais! As consequências foram fatais: destruição física da Escola, ação judicial contra dos diretores e professores, traumas nas crianças e familiares, houve inclusive doenças e mortes em decorrência de tal calúnia.

Como cita o professor Chariji, do Método de Meditação Heartfulnees, com o ditado: ‘a palavra dita é como uma flecha atirada, ela não pode retornar uma vez arremessada’.

Felizmente existem sites confiáveis que checam as informações e facilitam nosso trabalho e a nossa vida. Por exemplo, o site http:/www.boatos.org.

Então, podemos ajudar a melhorar a condição humana, se é isso que queremos, não mordendo as iscas sedutoras que se agitam à nossa frente! Vamos nessa?

José Luis Cardieri

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s