Fio de Ariadne

FOFÓCRATES

Querido leitor ou leitora – pelamordedeus, vou te contar uma história, mas que ela fique só entre nós! Promete?

Acabo de escutar que na época dos deuses gregos, existia um deles chamado Fofócrates. Ouvia rabos de conversa dos deuses do Olimpo, acrescentava alguns pontos e passava pra frente… Os próprios deuses, em suas porções humanas, sempre estavam por perto do Fofócrates, afinal, às vezes é bom ouvir alguma novidade sobre o próximo, não é mesmo?

Ele continua ativo até hoje. Não age sozinho, pois a curiosidade humana alimenta uma corrente contínua que procura satisfazer a ‘necessidade’ de saber o que o vizinho fez ou faz. Assim, Fofócrates criou uma legião de seguidores que, pegando histórias ouvidas ou assistidas, apimenta-as com doses variáveis de maldade e leva essas chamadas ‘fofocas’, para todos os cantos do mundo. São conhecidos como fofoqueiros ou fofoqueiras.

Sócrates, seu parônimo, organizou um método para averiguar a veracidade das informações. É o chamado método socrático ou Maiêutica para conhecer a verdade. Ele procurava investigar nos mínimos detalhes as notícias que chegavam até ele. Já Fofócrates procurava apenas satisfazer a vaidade humana, pois acreditava ele que se alguém souber de algo desabonador sobre o próximo, ele se sentiria superior. E assim, quem ouve ou lê tais narrativas, se sente em condições de apimentar ainda mais o que acabou de conhecer, sem se dar ao trabalho de ir atrás da fonte original. Muito ao contrário, apenas reproduz o que ouviu formando muitas vezes uma rede de intrigas…

Outro método ‘divertido’ e apreciado é contar para outras pessoas fatos reais, ligeiramente deturpados pelo ego do contador. São histórias que se passam ou passaram no ambiente de trabalho, no clube, na família. Coisas que não acrescentam nada e às vezes até desabonam a figura da pessoa objeto da fofoca. “Puxa, quem diria que a Fulana faz essas coisas!!!”.  “E o Sicrano, com aquela cara de santo…!”. E o círculo de ouvintes se delicia, até o momento em que alguém precisa sair e então comenta: “agora que vou virar as costas, aproveitem para me malhar!”… Este conhece bem a natureza humana!

Engraçado, não?

A propósito de Sócrates, vale a pena lembrar um fato sobre o assunto, que ele deslindou através de seu método investigativo. Eis o que aconteceu:

Certo dia um conhecido encontrou-se com o grande filósofo e disse: “Você sabe o que eu acabei de ouvir a respeito de seu amigo”?

Sócrates disse: “Antes de você me contar, tome um tempo filtrando o que você está prestes a me dizer”.

“O primeiro filtro é a Verdade. Você procurou ter absoluta certeza de que o que você vai me contar é verdade?”

“Não”, disse o homem, “para ser sincero, eu acabei de ouvir isso”.

“Bem, e o que me diz sobre o segundo filtro, o da Bondade? O que você vai me dizer a respeito do meu amigo á algo bom?”

“Não, ao contrário”.

“Então,” continuou Sócrates, “você quer me contar algo ruim sobre ele, mas você não tem certeza se é verdade”.

“Ainda resta um outro filtro: o da Utilidade. O que você quer me contar sobre o meu amigo será útil para mim?”

“Na verdade não”.

“Bem,” concluiu Sócrates, “se não é necessariamente verdade, não é bom e nem sequer útil, por que me contar?”

Portanto, caro leitor, se você tem pendor para ser um discípulo de Fofócrates, esqueça os ensinamentos de Sócrates. Você ficará em paz com o seu egocentrismo e ajudará a humanidade a desenvolver a intolerância, a perda de amizades, os preconceitos etc. Além de investir teu tempo e dos outros em inutilidades.

E Para finalizar: NÃO CONTE ISSO QUE ACABA DE LER PARA NINGUÉM. Posso confiar em você?

Por José Luis Cardieri

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s