Fio de Ariadne

TRAIÇÃO?

, Qual é a acusação?

Traição?

Seria traição o passo de um ser mais rápido? As ânsias e vontades pessoais serem diferentes?

E quando se percebe os passos do outro tão vagarosos, tristes, sem vida?

E crenças e ações também difusas: para uns é preciso muita labuta e transpiração enquanto para outros a espera do milagre lhe é suficiente.

Não há certo ou errado, apenas as linguagens não são as mesmas.

Não há traições, apenas ritmos diferentes.

Vontades, quereres e objetivos não sintonizados.

Ruim quando se criam expectativas.

E se a ansiedade é uma característica que cabe a um e a procrastinação  veste ao outro tão bem… Aqui pode haver um encontro neurótico, mas se não se entra no jogo, não há neurose, portanto nada há para ser feito, apenas cada um segue seu caminho.

Não há traição, talvez a acusação esteja dentro da pequenez e inércia daquele que a reclama.

Melhor mesmo é entender, aceitar e respeitar as diversidades das pessoas. Cada um aprende e age no mundo a seu jeito, a seu tempo, a seu ritmo.

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s