Fio de Ariadne

90 ANOS

Cadê as estrelas que espero ansiosa salpiquem às dezenas, centenas, milhares na noite escura sem luar?

Saio a procura das que como bailarinas dançam no palco sem fim do firmamento.

Não vejo uma sequer, quanto mais as 90 que minha imaginação insiste que cintilem a comemorar o aniversário daquele que junto com minha mãe me deu a vida.

90 anos.

90 estrelas encobertas pela névoa úmida da cidade grande, e tão pequena diante da imensidão de ensinamentos sutis.

Não as encontro, mas sei que estão lá a celebrar a vida. E vou cantando baixinho:

O Themis de Barros é o meu papai,

O Themis de Barros é muito querido!

O The de Ba é o me papá,

O The de Ba é mu queri!

 

Faço uma paródia da maneira como segurava na minha mão e acalantava os meus sonhos:

 

A filha do pai é muito bonita,

A filha do pai é muito bonita…

A fia do páá, é mu bú,

A fia o páá é mu bú…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s