Fio de Ariadne

SOLIDÃO, QUE NADA…

Prestes a completar 80 anos de idade, por ser viúva vive sozinha num casarão na Zona Leste de São Paulo. Sim ela tem filhos, mas cada um já cuidando de sua própria vida.

Quando questionada sobre sentir solidão por viver naquelas condições, ela olha profundamente para seu interlocutor e responde com um sorriso aberto:

-Como sentir solidão se ao invés de construir um muro eu coloquei uma janela à minha frente?

Quanta sabedoria, quanta lucidez, e quanta disposição

Ela poderia sim reclamar de sua condição de viúva, dos filhos viverem suas próprias vidas. Mas ela prefere traçar outro caminho: O de abrir a janela de sua vida e enxergar o que há do outro lado…

E ela completa:

– Afinal há tantas lembranças boas, há tantos conhecimentos acumulados e muito por fazer… O mundo precisa de gente com a janela aberta, com disposição para aprender sempre e realizar coisas. Não adianta ser cercada de amigos, de pessoas e animais se o mais íntimo sentimento é aquele que traz a sensação de faltar algo, de vazio.

Não há carência, não há vazio quando se está com a janela aberta para as oportunidades e para os mais diversos tipos de relacionamentos. A solidão está na cabeça do solitário que tem um muro à sua frente.

Então esta senhora, no alto de seus 80 anos abre sua janela, olha à sua volta e descobre a cada dia um novo jardim a ser cuidado, uma pessoa diferente a se relacionar, um animal a ser tratado, e assim vai vivendo a sua tão preciosa vida fazendo a diferença para quem passa por sua janela.

Um comentário em “SOLIDÃO, QUE NADA…”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s