Fio de Ariadne

NINHO VAZIO

Esta é uma sensação bastante desagradável e mais comum na mulherMulher essa que usa todo o seu talento pessoal para o bem estar de sua família.  Transforma seu lar num ninho aconchegante, esmera-se em cuidar de cada filho. As horas não são suas, são todas ocupadas com afazeres do cotidiano.

Mas, esta mesma mulher não para por aí. Ela não é somente uma dona de casa. Ela sai à procura do sustento familiar assumindo os mais variados postos no mercado de trabalho. Ela é destemida. Uma guerreira que pode até se abalar, mas não desiste diante dos monstros travestidos de dificuldades.

Uma mulher que luta de forma incessante por seus ideais que é a defesa e proteção de seus filhotes.

Uma mulher que não vê o tempo passar, mas acompanha os ponteiros do relógio até o último filho chegar.

Mas o tempo é implacável e não perdoa. E quando a mulher se dá conta, o seu ninho se esvazia. É chegada a hora da revoada.

Cada um cuida dos próprios interesses, cada um segue o seu caminho. Nada mais justo e natural, afinal as lições foram todas aprendidas.

E ela, a mulher sente um aperto no peito num misto de dever cumprido com orgulho, e uma faísca de solidão lhe assombra, e vem o medo.

Um medo que pode se instalar e tomar conta do ninho, antes ocupado pelo amor, dedicação e muito movimento, que agora pode ser habitado por sentimento de vazio e falta de sentido nas coisas.

O sentimento do Ninho Vazio assola também o homem. Aquele que dedica sua vida ao propósito da construção do ninho. Ou aquele que se dedica demais ao trabalho e quando se aposenta, por exemplo, tem a mesma sensação de estranheza e de vazio.

Não se pode esquecer que antes mesmo de se tornar Pai ou Mãe a pessoa já existia com suas vontades, desejos, vocações e pensamentos próprios.

Esta mesma pessoa pode manter seu ninho íntegro e confortável para receber com aconchego a visita prazerosa de sua prole, porém, sem perder a sua individualidade que deve ser preservada ou resgatada caso tenha deixado adormecida.

Um comentário em “NINHO VAZIO”

  1. Grata querida amiga, suas palavras são de força e renovação.
    É verdade, nossa individualidade fica adormecida, e por tanto tempo, que não raro vem a dificuldade de “acorda-la”, no meu caso, a solução está sendo recriar minha individualidade, talvez mais moderna, talvez a mesma antiga que já nem lembro mais.
    Mas é também um período com sua beleza, basta a confiança no amor que plantamos e tranquilidade para uma nova reconstrução.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s