Fio de Ariadne

AUTO-ESTIMA: POR QUE NÃO ESTAMOS BEM O TEMPO TODO?

Nós, seres humanos, fomos criados para o bem estar, para a alegria, para a satisfação constante, entretanto, percebemos no dia a dia que, para a grande maioria das pessoas esta afirmação soa estranha e piegas.

Tentar explicar porque desta afirmação soar de maneira estranha, poderíamos tecer considerações sobre as mais variadas teorias, como: baixo nível de serotonina, dopamina, noradrenalina; fases da lua, raios cósmicos, raça, credos, economia, etc. e todas teriam algum fundamento para esclarecer muitas vezes o inexplicável.

Podemos reduzir todas as explicações e justificativas, a uma simples palavra e de compreensão fácil, que pode ser considerada como “produto final a famosa” AUTO-ESTIMA.

Fica muito claro que os consultórios de Psicologia estão cheios nestes tempos de crise, porque as pessoas não conseguem manter sua Auto-Estima em bom nível. Sintomas como medos, incertezas, são geradores de tristeza, de choros sem motivos aparentes, angústias, em tantos outros, como conseqüência surgem nos consultórios estados de depressão, justamente quando a Auto-Estima se encontra baixa, e está situação impossibilita qualquer ser humano de se sentir feliz e especial.

A baixa Auto-Estima está relacionada a inúmeros fatores como, por exemplo, podemos citar: insatisfação nos relacionamentos afetivos, falta de sucesso profissional e financeiro, não estar inserido plenamente no grupo ao qual pertencemos, não sermos aceitos e reconhecidos, não termos habilidades específicas como hobbies, aparência pessoal não estar de acordo com os próprios desejos, etc.

A competição estética acirrada, por ex. é um, dentre muitos fatores que podem gerar desconforto e conseqüente conflito emocional nas pessoas. A busca excessiva pela beleza frustra quando não é atingida, a despeito de todos os esforços despendidos, cujo desejo é do padrão idealizado. Acabam por baixar a auto-estima e conduzir a patamares que podem comprometer a saúde física e mental.

Como reverter esse quadro de Auto-Estima em níveis tão baixos?

As soluções não são tão difíceis, podemos buscar ajuda prática que pode ser de um profissional da área de Psicologia, por exemplo, que o ajudará a identificar positivamente fatores decorrentes que, provavelmente você não conseguirá identificar sozinho. Este profissional terá condições de dimensionar o problema juntamente com você, e verificará se é uma situação de momento ou se realmente se instalou há mais tempo.

Considere em primeiro lugar que mudanças faz bem para alma, mude seu foco pessoal, conscientize-se, encare o problema com clareza e atue.

Não desperdice minutos, horas, dias encurralados em seus problemas, busque alternativas, movimente-se, crie situações de prazer.

Lembre-se que ficar na mesma situação de conflito não muda em nada aquilo que estiver vivenciando. Considere que o amor por si mesmo poderá construir emoções novas e diferentes, realizações até então não percebidas.

Brinque mais, cante mais, vibre com cada momento da vida, como é bom ser disponível pra si mesmo, sempre lembrando que o nível de felicidade é uma fonte eterna, ela não tem preconceitos, não faz julgamentos, basta apenas estarmos prontos para usufruirmos desta maravilhosa sensação.

O importante é valorizar aquilo que se faz, como se é, como se age, aceitar mudanças, encarar e se preparar para novos desafios.

Somos únicos, cada um tem características especiais que não serão encontradas em outras pessoas, descobrir estas características em você o fará sentir-se especial, alegre-se com elas, engrandeça, ressalte seus pontos fortes e positivos.

Vivemos em um país tropical no qual alegria, jovialidade e luz são constantes absolutas, alegre-se, mostre a sua luz particular, isto além de fazer bem a quem está ao seu redor, aumentará sua AUTO-ESTIMA fazendo de você uma pessoa mais feliz e especial.

Simplesmente seja FELIZ.

Que a mansuetude do MESTRE, esteja com você que está lendo este artigo neste momento.

Maria Antonia França Devegili é Psicóloga Clínica

Um comentário em “AUTO-ESTIMA: POR QUE NÃO ESTAMOS BEM O TEMPO TODO?”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s